Sessões técnicas do VI FAEL

O que são as sessões técnicas

Artigos completos, resumos expandidos e relatos de desenvolvimento são submetidos pela comunidade e avaliados por pareceristas convidados pela organização do FAEL. O caráter transversal das sessões técnicas permite diversas formas de agrupamento dos saberes. O programa de 2019 faz dialogarem as três modalidades de texto. A ordem propõe um caminho temático e está sujeita a alterações, a critério dos coordenadores de mesa.

Os melhores trabalhos serão convidados para publicação, como já aconteceu nas edições anteriores.

1 –  Estudos lúdicos e ludificação

28 de novembro, 14h, sala 223

Coordenação: Ernane Guimarães Neto

Utilização da gamificação nas práticas pedagógicas no ensino superior na cidade de São Paulo – Marcelo Henrique dos Santos

As regras como valores – Luiz Cláudio Silveira Duarte

Os games e a Igreja Adventista: panorama do discurso adventista sobre jogos analógicos e digitais nos periódicos em língua inglesa  – Allan Macedo de Novaes

Desafios de elaboração de métodos avaliativos para conteúdos gamificados: caso da queimada nas relações internacionais –  Victor Dias Grinberg

O videogame como representação histórica: um estudo das narrativas, espaços virtuais e possibilidades de interatividade na série Assassin’s Creed entre 2007 e 2015  – Robson Scarassati Bello

Curva de tendência: análise histórica sobre jogos digitais – Renato Carvalho Caetano, Maria Paula Gonçalves Matos Caetano

2  – Relatos de desenvolvimento e análise de jogos

29 de novembro, 14h, sala 227

Coordenação: Silvio Bogsan

Desenvolvimento do projeto Combatendo o Cyberbullying   – Renato Innocenti Pereira,  Ubiratan Rodrigues Motta, Marcelo Bissoli

Party Pong: desenvolvimento de um jogo casual 3d para dispositivos mobile – Alexandre Gonçalves Moreira, Jennifer Martins Candido, Mauro Gavioli de Carvalho, Marcelo Henrique dos Santos, Grazielle de Lima Cianfa

Nara e o Duende: pensamentos sobre o design de um jogo educativo para celulares para uma criança de 2 anos de idade  – Thiago José Cóser

Kalulu: adaptação e avaliação do jogo digital para a alfabetização – Camilo Ernesto Subenko Olalla, Katerina Lukasova, Maria Teresa Carthery-Goulart, Cristiane Maria Sato

Move Mundo Kids – Ubiratan Rodrigues Motta, Marcelo Bissoli, Renato Innocenti

Autômatos celulares aplicados na geração procedural de conteúdo em jogos – Lucas Diniz da Costa, Igor de Oliveira Knop

Sessão técnica 3 – Jogos e cultura

30 de novembro, 10h, sala 227

Coordenação: Lucas Meneguette

Jogo Gea, Gestando Paz  – Ana Paula Albuquerque Teixeira, Beatriz Pamplona, Nilu Strang, Pá Falcão, Vitória Cavalaro Nogueira

Os jogos de tabuleiro como construções psicoculturais – Silvia de Barros Rodrigues

Apresentando The Game Awards, a maior premiação de jogos atualmente – Pablo Augusto Silva Sabino, Marcelo Henrique dos Santos, José Geraldo de Oliveira

Guerras culturais e a proposta de um game sobre busca por conhecimento e checagem de informação – Celbi Vagner Melo Pegoraro

Os educadores do tabuleiro e suas correntes lúdicas de saberes e fazeres  – Arnaldo Vianna e Vilhena de Carvalho

Desenvolvendo jogos para aprender Artes Visuais em  uma comunidade com alta vulnerabilidade social: relato de uma experiência escolar  – Heloísa Maria de Macedo Silva, Arlete dos Santos Petry

Entre a dor e o prazer: um estudo sobre o jogo dos Doutores da Alegria – Virgínia Maria Lapoian Leite




Este foi o edital de submissão de artigos e relatos de desenvolvimento. Para o concurso de produtos lúdicos, veja http://rebel.org.br/pt/rebeldias-2019

EDITAL DE SUBMISSÃO: SESSÕES TÉCNICAS DO VI FAEL

O Fórum Acadêmico de Estudos Lúdicos (FAEL) reúne pesquisadores, alunos e profissionais da área de jogos e do brincar em oficinas e palestras interdisciplinares para fomentar o debate, ampliar o conhecimento e qualificar sua produção. Os candidatos podem se inscrever em três modalidades de trabalhos: artigo completo, resumo expandido ou relato de desenvolvimento. Aos resumos expandidos e relatos de desenvolvimento, serão reservados 15 minutos de apresentação no programa de Sessões Técnicas do VI FAEL; aos artigos completos, 20 minutos.

​1.​ MODALIDADES

​1.1.​ Artigos completos

Trabalhos que apresentam pesquisas já finalizadas, ou em estado avançado de finalização. Possuem a participação de pelo menos um Mestre ou Doutor e estão vinculados à Universidade através de projetos ou grupos de pesquisas. Devem ter um mínimo de sete (7) páginas e um máximo de dez (10) páginas, excetuando-se as referências e os anexos. O texto deve conter as seguintes seções (ou equivalentes): Resumo, Introdução, Métodos, Resultados, Discussão e Referências.

​1.2. Resumos expandidos

Pequenos artigos que mostram pesquisas em estado inicial de desenvolvimento, ou mesmo uma pesquisa finalizada, em nível de graduação ou pós-graduação. Devem ter um mínimo de quatro (4) páginas e um máximo de seis (6) páginas, excetuando-se as referências e os anexos. O texto deve conter as seguintes seções (ou equivalentes): Resumo, Introdução, Métodos, Resultados (esperados ou obtidos), Discussão e Referências.

​1.3.​ Relatos de desenvolvimento

Artigos com especificações técnicas, planos de desenvolvimento ou post-mortems, visando a apresentação de casos de trabalho e relatos de aplicação de técnicas de criação de regras para jogos, som, roteiro, desenho, animação e técnicas lúdicas afins. Devem ter um mínimo de quatro (4) páginas e um máximo de seis (6) páginas, excetuando-se as referências e os anexos. Sugere-se que contemplem alguns dos seguintes aspectos:

  • Equipe de desenvolvimento e funções
  • Alto conceito: gênero do jogo, plataforma de desenvolvimento, público-alvo e propósito (comercial, educacional), panorama temático
  • Aspectos estéticos (estilo e tom):
    • Estilo audiovisual (realista, caricaturista, abstracionista…)
    • Referências culturais (étnicas, históricas…)
    • Escolhas de paletas de cores e de paletas sonoras
    • Quadro emocional (sentimentos que o jogo procura comunicar)
  • Aspectos narrativos:
    • Sinopse da história
    • Principais personagens
    • Principais cenários
  • Mecânicas de jogo:
    • Objetivos
    • Movimentações, habilidades…
    • Fluxo do jogo
    • Sistemas diversos (câmera, pontuação, checkpoint, interface…)
  • Tecnologia empregada (papel, tabuleiro, softwares 3D, middleware de áudio, motor de jogo, shaders…)
  • Cronograma do desenvolvimento
  • Processo criativo, empecilhos, soluções
  • Material de divulgação (site, imagens, contato da desenvolvedora…)

​2. INSCRIÇÕES

A submissão do artigo deverá ser feita por um dos autores, por meio do sistema de submissões do VI FAEL, por meio de uma ficha de submissão e de arquivos anexos (preferencialmente em nuvem), devendo conter:

  • Título do projeto
  • Autores
  • Instituição
  • Modalidade
  • Resumo
  • Arquivo de texto (enviar via site de compartilhamento)

​3.​ FORMATO DOS TRABALHOS

  • O artigo deve ser enviado no formato “doc”, “docx” ou “odt”, tendo no máximo 10 MB.
  • Um artigo pode ter, no máximo, 5 autores. O corpo do artigo enviado deve conter o(s) nome(s) do(s) autor(es), os respectivos e-mails, e instituição.
  • A formatação geral do artigo deve ser a seguinte: fonte Arial 12, espaçamento de 1,5 linha, margens superior e esquerda de 3cm e inferior e direita de 2cm, com numeração progressiva de seções (1., 1.1., 2. etc.).
  • Os trabalhos serão submetidos exclusivamente pelo sistema de submissões do FAEL 6.
  • Todas as submissões devem ser originais, isto é, trabalhos inéditos, não-publicados, nem apresentados em quaisquer tipos de eventos. Qualquer obra que tenha sido previamente publicada, ou está sendo apresentada simultaneamente em eventos ou revista, poderá ser rejeitada pela organização do FAEL.
  • O autor responsável pela submissão se certifica de que o artigo não incorre em nenhuma ilegalidade.

​4.​ CALENDÁRIO DO VI FAEL

Os trabalhos do FAEL 6 seguirão o seguinte cronograma:

  • Prazo limite para envio dos artigos completos: 09 de setembro de 2019
  • Devolução para os autores fazerem correções: 07 de outubro de 2019
  • Entrega da versão final do artigo: 28 de outubro de 2019
  • Apresentação das sessões técnicas: 28 a 30 de novembro de 2019

Novas datas:

– Prazo limite para envio dos artigos completos: 30 de setembro de 2019

– Devolução para os autores fazerem correções: 21 de outubro de 2019

– Entrega da versão final do artigo: 04 de novembro de 2019

– Apresentação das sessões técnicas: 28 a 30 de novembro de 2019